Alívio Imediato

sul

Por Henrique Santos

Não estou a falar da música do Engenheiros do Hawaii, mas do nosso alívio imediato. Vivemos um momento complicado, são 12 jogos entre Série A e Copa Sul-Americana e apenas uma vitória, que foi há mais de um mês, contra o São Paulo, no dia 19 de julho.
Momento de declínio físico, técnico, tático, enfim, são várias as teorias, mas o certo é que o Sport precisa de um “refresco”, uma “renovação de espírito”, e a melhor forma é vencer. Já dizia um antigo Diretor de futebol: “vencer e o céu, perder é o inferno”.

E aqui venho defender minha bandeira, minha luta, que é a Copa Sul-Americana. Na próxima quarta teremos a volta do duelo contra o Bahia, e está em jogo mais do que uma classificação.

As vantagens imediatas de uma classificação na Sula seriam:

– Vitória para restabelecer a moral do grupo, com uma vitória num clássico regional;
– Ganhar imediatamente uma cota bem recheada pela classificação à próxima fase;
– Possibilidade de salvar o ano em termos de títulos, já que ainda estamos em branco, e efetivamente não vamos disputar o título da Série A;
– Possibilidade de decidir daqui a um mês sobre o quê priorizar, pois até o jogo na próxima fase, já estaremos na 27ª rodada da Série A, e saberemos se vamos ou não brigar pelo G4.

Acredito numa antiga filosofia na qual defende-se que jogador que é muito poupado, muito descansado, acaba se acomodando. Exemplos são muitos de equipes que poupadas num torneio, acabou se perdendo nos dois.

Por isso, é muito importante que, para a mudança de comportamento dos jogadores, a Diretoria e a Comissão Técnica também mudem o comportamento: deve-se imediatamente convocar a torcida para o jogo contra o Bahia, avisar que vai com força máxima e a meta é a classificação. Jogadores vão despertar não só para a Sula, mas para domingo contra o Flamengo.

Como diz a música, há um muro de concreto entre o Sport e a Sula, e chegou a hora de derrubá-lo, esse muro de Berlim.

Henrique Santos mora em Brasília-DF e integra as equipes da Leões do Cerrado e do Podcast Eu Pratico Sport.

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Leões do Cerrado.

rodape1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *