Corinthians 4 x 3 Sport teve um apito padrão CBF de ser

cori3

Por Alessandro Matias

Vários leitores entram em contato comigo aqui no Eu Pratico Sport ou no GloboEsporte.com, onde eu tenho um Blog com o mesmo nome do site que sou editor, para solicitar que eu seja “mais torcedor do Sport” nos posts. Não posso!

Depois de passar pelos vestiários de futebol de alguns clubes, a pessoa perde um pouco da inocência de ser apenas um torcedor. Passei desse tempo, e tem tempo.

Agregue a tudo isso o fato de ter que opinar: criticando ou elogiando o Sport e o futebol brasileiro. E é nesse sentido que caminha e existe a credibilidade e audiência que o Eu Pratico Sport tem recebido. E por falar em crítica, vamos ao que interessa.

Como todos no Brasil, criticávamos a escolha de um quadro de árbitros paulista para apitar um jogo em São Paulo. Sempre soube que quando um juiz quer modificar um placar, não precisa ser tão chamativo: bastar atrasar jogadas, aplicar cartões e irritar o time visado. Segue-se então essa “cartilha”e o “resultado” sempre aparece.

No caso em tela, ontem, no jogo do Sport, e longe de mim dizer que o juiz “administrou” o jogo, aconteceu algo um pouco diferente para adicionar em um “manual de como apitar para time amigo”.

Faça o apito no primeiro tempo discreto e, na segunda etapa, se o time adversário conseguir empatar, ao final, arrume um pênalti louco em que somente você e quem tem interesse irão afirmar que foi.

Quando e em qual lugar do mundo um atleta dá um carrinho com as mãos para trás? Em qual lugar do mundo um juiz local apita um jogo de um time da sua cidade? Em qual lugar do mundo seria pênalti o lance de ontem? Posso responder?

Não tem cidade, nem lugar. Vai ser pênalti e outros absurdos em qualquer localização, estádio, tribunal (ou algo similar) sempre que houver um time do eixo Rio/São Paulo precisando pontuar para ser campeão ou ficar no G-4.

Escutei em marketing, em uma sala de aulas, que o futebol é um retrato da sociedade em que ele acontece. E não é que a frase tem razão!? “O Brasil é o país desse futebol” ou melhor, do futebol investigado: da corrupção, da CPI, da FIFA sendo investigada por polícias internacionais e da CBF (essa eu nem preciso digitar nada).

1) Ah! O Sport? Jogou bem e oscilou, normalmente, em mais um grande jogo. Soube se reerguer na partida em momentos difíceis e teve mérito.

O destaque positivo vai para o Hernane com seus gols e oportunismo. O bom zagueiro Matheus Ferraz não teve uma boa atuação. Ficou abaixo da média e ontem, definitivamente, não foi a noite dele.

Desculpe-me não focar o jogo em si e a atuação do Sport. O texto foi, e não poderia ser diferente, para a pessoa que mais apareceu no jogo: o Sr. Juiz.

Corinthians 4 x 3 Sport teve um apito padrão CBF de ser.

2) Ah! O nome do rapaz é Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP).

Alessandro Matias é editor do site Eu Pratico Sport e blogueiro do Globoesporte.com

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Leões do Cerrado.

rodape1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *