E por falar em apito: o Corinthians vai ser o primeiro Campeão Brasileiro por recomendação da CBF?

apito

Por Alessandro Matias

Sport enfrentou ontem o Cruzeiro e viu, ou melhor, ouviu o que não queria: o apito amigo. O apito amigo é aquele que somente se ouve quando é para beneficiar quem de fato interessa.

O que se reclama não é por um apito amigo que venha para o lado do Sport. O que se deseja é justiça. E a justiça tem que ser cega, independente do lado que for justificada.

E por falar nela, a justiça está longe de ficar do lado dos mais “fracos”. Mesmo sendo contra essa recomendação da FIFA (que é apenas uma recomendação e o árbitro não é obrigado seguir) o juiz apitou (seguindo a recomendação) de forma duvidosa. E cá para nós: não sabemos o que realmente é recomendado da CBF para os árbitros. Sabe aquela brincadeira de criança do telefone sem fio? Quem ouve um conto, aumenta um ponto.

Entretanto, vamos dizer que foi acertado o apito e que realmente tenha acontecido o pênalti. Vamos indagar o motivo de o juiz não ter apitado um lance, no primeiro tempo, quando o atacante André chutou uma bola no braço de um dos jogadores do Cruzeiro? E aí?

A bronca é que o está acontecendo no futebol brasileiro está ficando mais do que na cara do povo. E isso vai fazendo e trabalhando o desinteresse pelo esporte. Está perdendo a graça. O que antes “davam um jeito para o resultado”, agora é na frente de todos: na “lata”!

Viva o Corinthians, primeiro Campeão Brasileiro por recomendação da CBF.

Alessandro Matias é editor do site Eu Pratico Sport

O texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Leões do Cerrado

rodape

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *