Novo horário, novos hábitos

1_11

Por Henrique Santos

Sport e Santos fazem seu primeiro jogo no novo horário da Série A neste domingo (31) às 11h da manhã. Nas três primeiras rodadas, o que se viu foi pouco futebol e resultados favoráveis aos times visitantes: Grêmio 3×3 Ponte Preta; Figueirense 0x0 Vasco; Palmeiras 0x1 Goiás.

Se o aspecto dentro das 4 linhas pode ser afetado de alguma forma, fora das quatro linhas há uma boa recepção por parte de torcedores e daqueles que acompanham o futebol do domingão. Um horário que faz do futebol o acompanhamento para o almoço, fato que já ocorre com o futebol europeu, onde as partidas são transmitidas no Brasil desde a manhã. Assim, as partidas do futebol do velho continente ganharam a concorrência do futebol nacional de elite. Além disso, têm sido registrados bons públicos, apesar dos fatores contrários como sol, arquibancada quente, e outros.

Mas voltado às quatro linhas, uma partida neste novo horário requer mudanças nos hábitos dos atletas. Eduardo Baptista já treinou o time no horário do jogo, para que os jogadores se adaptem o mais rápido possível. A alimentação também muda. O almoço não pode ser pesado e também deverá ocorrer bem mais cedo, fator que também foi alterado durante a semana.

Alguns afirmaram que o clima em Santos está mais ameno, e que a previsão de temperatura é de aproximadamente 20° C na hora do jogo. Porém, não é só a temperatura que causa influência, mas também a maior desidratação por incidência direta do sol em horário de pico. Talvez esses fatores justifiquem os resultados favoráveis aos visitantes, já que a maior lentidão na partida favoreça quem tem a proposta de se defender mais.

O Sport se preparou, procurou se adaptar ao horário, alterou os hábitos alimentares e Eduardo tem praticamente todos os titulares à disposição, e ainda contará com Maikon Leite no banco, que deverá fazer a sua estreia. Não espero que o futebol apresentado seja em alto nível, por tudo que dissemos acima, mas pior será compararem o futebol contra o Santos pela Copa do Brasil e culparem Diego Souza em campo pela lentidão da partida, mas já sabemos que alguns comentarão exatamente isso. Quem sabe o leãozinho mantenha a liderança?

Henrique Santos mora em Brasília-DF e integra as equipes da Leões do Cerrado e do Podcast Rápidas no Eu Pratico Sport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *